sexta-feira, 21 de agosto de 2009

Teixeira de Freitas - BA, noite de quinta-feira, dia 20 de agosto.

Passeio noturno reconhecendo lugares. Um corte no caminho, um atalho, um presente. Churrasco, bar do Gel, pessoas do bairro. Homens, crianças, mulheres, idades. Ambiente lotado. Pessoas em torno. E todos, eles e eu, conhecendo lugares.

O acaso a surpreender. Da rodoviária ao bar do Gel.
Duas marcantes apresentações. Público humilde a aplaudir com vontade! E durante passagem de chapéu algumas piadas de um cliente a gritar do interior do bar - Essa sua seita ta melhor que a do Edir Macedo! - Brincadeiras sinceras e respostas não menos francas, em tom palhacesco, despojado e tolerante, apontando para a televisão ligada e falando algo sobre o olho no olho e a cara à tapa. Experiência forte, intensa.

A noite segue. Espetinho. Garçonete antiga e conhecida de outros tempos. Pergunta sobre o teatro e obtém resposta com a apresentação que faço logo em seguida. Entre os clientes, dois companheiros de viagem oferecem carona até Carlos Chagas. Passagem comprada, compromisso em Ouro Preto no sábado de manhã, mas muito obrigado! Apresentação difícil, trânsito barulhento na avenida.

A última apresentação, praça da Bíblia.
No chapéu, sorrisos, olhares repletos de alegria e um morango, surgido de maneira inusitada.

Um comentário:

kimsempre disse...

Como gostaria de ter participado desse momento em minha cidade.
Triste por ñ ter visto,mas feliz por saber q um dia pode vir a acontecer novamente!rs...
bjs de uma fã q nem chegou a conhecer seu trabalho mas já ficou entusiasmada pelo q ouviu dizer sobre ele.